Untitled Document

Feliz Páscoa

A vivência do verdadeiro sentido da Páscoa para os cristãos vem do sentimento de renovação para uma vida nova, deixando para trás o pecado e tudo o que nos afasta de Deus, para ressuscitar com Jesus, antecedendo as graças que viveremos no céu. Na Vigília Pascal, que no dizer de Santo Agostinho é “a mãe de todas as vigílias”, proclama-se a passagem de Cristo da Morte para a vida e aí reside o ápice do que celebramos.

Em um dos momentos mais comoventes da Liturgia Pascal, o canto “Exultet” faz o anúncio da Páscoa e traz em si todo o simbolismo do elemento norteador da fé cristã: a ressurreição de Jesus. Um trecho, em especial, trata do pecado original como impulsionador (e até mesmo indispensável) para que a graça de Deus se manifeste de maneira sublime para com a humanidade, merecendo que enviasse seu próprio Filho como redentor: “Ó pecado de Adão, indispensável, pois o Cristo o dissolve em seu amor. Ó culpa tão feliz que há merecido a graça de um tão grande Redentor”.

Assim, vemos que na origem de tudo está o amor: do Pai, que criou a humanidade, e quando esta optou pelo pecado e afastamento da Sua graça, Ele nos enviou seu Filho como Redentor; e de Jesus, que entregou a própria vida, mas ressuscitou ao terceiro dia, como premissa do que há de acontecer quando todos os filhos puderem encontrar-se junto do Pai no Reino Celeste.

Vivamos, desde já, portanto, a antecipação deste encontro, praticando o que Jesus nos deixou como exemplo, entregando também a nossa vida em favor do próximo em forma de gestos de caridade, aceitação, perdão e respeito. E, diante de tantas dificuldades enfrentadas pela humanidade no atual contexto, roguemos pela paz no mundo e pelo fim dos conflitos que geram tantas dores e mortes.

Optemos assim pela vida nova com Cristo, ressuscitando com ele para o amor, colocando-o como parâmetro de todas as nossas ações, experimentando a cada dia a graça da reciprocidade de amar sentir-se amado.

Que a Virgem de Nazaré, como testemunha da Ressurreição de seu Filho, possa continuar a interceder junto D’Ele por toda a humanidade e nos faça sempre andar no caminho que conduz ao Pai, que ama infinitamente cada filho seu, apesar das nossas fraquezas.s

Uma santa e abençoada Páscoa de Jesus a todos!



Pe. Luiz Carlos Nunes Gonçalves
Presidente da Diretoria da Festa de Nazaré e Reitor da Basílica Santuário,